29 de ago de 2011

REVIRAVOLTA NO CASO DA DIRETORA DO PRESÍDIO FEMININO DE CAJAZEIRAS, QUE DESACATOU AGENTES E PM's

DIRETORA DA CADEIA DE CAJAZEIRAS É ACUSADA DE FACILITAR ENTRADA DE CELULAR EM DETENÇÃO.

A diretora da Cadeia Pública de Cajazeiras, Graças Abreu está sendo acusada de facilitar a entrada de celulares dentro da Casa de Detenção. O fato aconteceu nesse domingo (27), quando um preso albergado tentou entrar na cadeia com um celular. O presidiário foi abordado pelo agente penitenciário e se recusou a entregar o objeto. O agente chamou o policial que estava de plantão na tentativa de negociar com o acusado, a diretora teria chegado e dito que não queria policiais naquela área, pois na cadeia ela mandava. As informações foram confirmadas pelo Tenente Bruno Silva, que informou o constrangimento sofrido pelo policial, pois a intervenção da diretora da cadeia foi feito na presença dos detentos. “O policial ficou constrangido, estava tremendo porque a diretora ainda mandou recolher da chave do policial e o mandou para casa, dizendo que ele estava demitido. A conduta dela foi autoritária e rigorosa”. Disse o tenente. O caso foi parar na delegacia e, segundo Bruno, o delegado está tomando as providências. “Fato dessa natureza nunca havia ocorrido em Cajazeiras. Os policiais foram desmoralizados na presença dos detentos', frisou Bruno. Ele informou que o delegado regional, Gilson Teles, acatou a representação do policial para instauração de procedimento administrativo.

Diario do Sertão

0 comentários:

Postar um comentário