21 de set de 2011

MULHER DE AGENTE PENITENCIÁRIO É EXECUTADA E BILHETE AVISA: “O PRÓXIMO É O FILHO”

A execução da mulher de um agente penitenciário dentro de casa e o bilhete deixado pelos assassinos provocou desespero e medo em toda a família. O crime aconteceu por volta da 20h desta terça-feira (20) na rua Cristovão Colombo, Jardim Ipanema em Piraquaram região metropolitana de Curitiba. Jussara Gonçalves Freitas, 51 anos, foi morta com um tiro na nuca quando entrava no banheiro. Ela estava sozinha dentro da casa, o filho estava no quintal. O marido de Jussara é Nilson Freitas, conhecido como “Delegado Nilson” no sistema prisional do Estado, que tem suas principais penitenciárias na cidade de Piraquara. Ao lado do corpo da mulher estava um bilhete que dizia: “O próximo a ser morto será o filho do Nilson”. O agente penitenciário estava de plantão e deverá ser ouvido ainda nesta quarta-feira na delegacia.

Vingança

Para a polícia, o crime e a ameaça têm relação com o trabalho de Nilson. “Provavelmente são ex-detentos ou pessoas a mando de presidiários que cometeram este crime. Certamente foi um crime motivado por vingança”, disse o policial militar França do 17º Batalhão. Ainda de acordo com os policiais, se o filho de Jussara estivesse dentro de casa, provavelmente o caso teria se tornado em dupla execução. “Ela estava indo ao banheiro, parte do corpo ficou para fora da porta. O filho diz que ouviu o tiro e correu para dentro. Se já estivesse lá, estaria morto agora”, contou França. Agentes da Polícia Civil da cidade estiveram no local e deram início as investigações. O corpo de Jussara foi recolhido pelo IML depois que a perícia foi realizada na casa.

Fonte: Cardoso Silva.

1 comentários:

G.N.M. Marcos-São Miguel RN disse...

Mas isso é um absurdo o estado não pode deixar esse caso impune, para que este tipo de coisa não venha se tornar rotineiro pois o agente é um servidor público e representa o estado dentro dos estabelecimentos prisionais.

Postar um comentário